Mouth

26 setembro, 2008

Foto: Mazarin

Põe tua boca

Pra brincar comigo

Deixa ela solta

Pra me fazer cócegas na alma

Põe tua boca livre

Molhada com teu eu

A me fazer promessas inventadas

Dessas que se acredita desacreditando

Traz tua boca aqui

Ela pede diversão com minha língua

Quer apostar corrida, esconde-esconde

Lutar com sabres imaginários de luz

Brinca tua boca

Fazendo firulas em meu pescoço

Contando histórias inventadas às pressas

Cuidadosamente detalhadas

Pra me fazer rir

Deixa tua boca comigo

Quero bebê-la de vez em quando sempre

Molhar minha vida em tua saliva

Ter companhia para me descobrir